home
mappa
nuova brb etichettatrici automatiche
titolo


prodotti

SELADORAS
RECIPIENTES INSTÁVEIS
ORIENTAÇÃO MECÂNICA
ORIENTAÇÃO OPTO-ELECTRÓNICA













Um primeiro tipo de orientação, mais simples e económico, é feito na estrela de entrada da máquina. Um dispositivo mecânico procura e identifica a cavidade ou a marca que o recipiente, exclusivamente cilíndrico, traz na lateral. O dispositivo, por meio desta marca, segura o recipiente permitindo que chegue no prato na mesma posição. Naturalmente, o grau de precisão neste caso é bom, mas não óptimo.
O mesmo sistema é utilizado para orientar um recipiente cilíndrico com referência à pega onde a função da marca na orientação é substituída pela pega.
Um segundo tipo de orientação é aquele feito em cada prato do carrossel. Neste caso, o prato é formado por duas secções: uma interna rotativa e uma externa fixa. O recipiente, sempre cilíndrico, deve ter neste caso uma marca ou cavidade no fundo.
O recipiente entra no prato (que nesta fase tem as duas secções no mesmo nível) e, uma vez segurado pela cabeça, é abaixado pela secção interna do prato (que sobe e desce graças a um movimento gerado por um excêntrico), entra em contacto com uma cavilha accionada por retorno de mola. A secção interna roda sobre si mesma de 360° até a marca no fundo do recipiente ser detectada por uma cavilha que se encontra na secção interna rotativa do prato. Quando o dente entra na marca, arrasta o recipiente e coloca-o na posição desejada permitindo a aplicação do rótulo.
Existem ainda alguns raros casos em que o recipiente cilíndrico não apresenta marcas nem cavidades, mas saliências na superfície externa (logotipos, escalas graduadas em relevo, tampas moldadas). Mesmo neste caso, a BRB Globus tem um sistema de orientação que funciona por meio de um sensor mecânico e de alavancas que aumentam a sensibilidade. O sensor é capaz de sentir uma espessura de 3/10 milímetros e, após esta leitura, permite que a máquina aplique o rótulo em posições predefinidas.

normative